Tag Archives: vida

Espaço que compartilho os assuntos relacionados ao meu cotidiano: família, atividades pra fazer com crianças, cursos que estou fazendo, projetos que estão em andamento e algumas filosofias do dia a dia.

Como você se ama?

Como você se ama?” Li essa pergunta em um dos posts de uma amiga faz algumas semanas. E ela não saiu da minha cabeça…
É muito fácil responder quando a pergunta é “Você se ama?”. Daí resposta é simples: Sim ou Não. Mas “Como você se ama?” é outro tipo de pergunta. E depois de pensar muito [e ainda estou pensando enquanto escrevo], acho que a resposta esta em como nós vivemos, nas coisas que fazemos ou deixamos de fazer para nos preservar (tanto na saúde como na vida social), nos princípios de vida que optamos em ter… 
Não querendo ser clichê, mas poderíamos também dizer que  a gente se ama fazendo o que amamos. Aquela filosofia: Faça o que você ama. Claro que poderíamos, ainda mais se formos tão imaturo ao ponto de pensar que todo mundo tem a sorte de fazer o que ama ou de trabalhar com o que ama. Tem gente que tem a sorte de trabalhar fazendo o que ama [e se você é uma dessas pessoas: parabéns!]. Mas se você não faz isso, só posso dizer uma coisa: Ame o que você faz. Pois isso sim é um desafio, uma boa filosofia de vida e uma ótima maneira para se amar! Aprenda a amar cada coisa que você faz no seu dia, mesmo que você não goste, mesmo que uma dessas coisas seja lavar a louça. Não importa o que você faça, faça com amor. Ofereça carinho em tudo o que você faz. Aprenda a fazer as coisas com amor. Acho que é assim que eu me amo. Acho que essa é uma boa maneira para se amar.
Como você se ama?
Blogagem Coletiva: Rota Roots
Tema: “das cartas que eu nunca te escrevi”

 


Dia do disco: os discos da minha vida

Dia 20 de abril é o dia do Disco.
E aqui em casa todos somos fans desse bolachão! 
Aproveitando o embalo e o tema do mês na Blogagem Coletiva do grupo RotaRoots no facebook, vou compartilhar os discos (K7s, CDs, MP3, etc) que marcaram minha vida. Espero que gostem!

1. Walk of life – Dire Straits

Meu pai adorava filmar – e ainda gosta, com direito à uma narrativa descritiva – mas ele gostava ainda mais de filmar eu e meus irmãos brincando. E nós amava-mos assistir aos vídeos depois (até hoje, nas sessões nostálgicas da família!). E meu pai, que hoje vejo como um cara super caprichoso e de bom gosto, passava os filmes da filmadora para o vídeo, sempre com uma música de fundo (não sei como ele fazia isso com a tecnologia da época, mas vou perguntar).
O filme mais legal era da gente brincando no parquinho. Nós construimos castelos, depois ia na gangorra, voltava pra areia, depois corria, pulava, e tudo mais que uma criança tem direito a fazer! E nesse vídeo tem como música de fundo Walk of Life – estou ouvindo ela agora. Minhas melhores lembranças com uma ótima trilha sonora! Amo meu pai!!

2. Mamonas Assassinas – TODAS
Lembro de ir na casa de um amigo (quando tinha 9 ou 10 anos) e a gente tinha acabado de conhecer Mamonas Assassinas. Colocamos pra tocar e dançamos muito! E na música Vira Vira, sempre ficava-mos girando e girando… até cair no chão e sair como um bêbado andando pela sala… 
Amo todas as músicas deles. O mais legal é que em no álbum tem vários gêneros musicais! Pode ouvir rock, pagode e vários outros! E as letras… nem vou comentar… acho que não vai existir outra banda igual (apesar de querer muito!)

3. Sandy e Junior – Aniversário do Tatu
Vou confessar: ainda escuto algumas músicas dos 3 primeiros álbuns dessa dupla… Eu mostro para meu filho, tem músicas tão divertidas: aniversário do tatu, Maria Chiquinha, Splish Splash... Eles eram uma gracinha e eu adorava ouvir eles cantando.

1. Here comes de sun – Beatles
O que falar, eles são únicos! 
Meu pai comprou a discografia deles, num programa de computador que tinha as músicas e as letras. Aprendi inglês ouvindo e lendo as todas as músicas do Beatles

2. You get what you give – New Radicals
Adorava essa música! O clipe era muito legal, era na época que não perdia o Tpo 10 na MTV (que morreu, mas ainda tenho fé que irá ressuscitar)
3. Chega de Saudade – Tom Jobim
Super adolescente e menina, essa era a trilha sonora do amor entre eu e meu gato (Pierre). Quem me conhece sabe.

1. Ludovico – Primavera
Não me lembro quem me apresentou ele… mas desde então, escuto muito! Todas suas músicas me inspiram. São ótimas para ouvir em momento de criação (principalmente no trabalho). Mas a que eu mais gosto é Primavera.
2. Bom Conselho – Chico Buarque
Aliás, todas as músicas dele. O que posso dizer, sou apaixonada por ele! 
3. MDC da minha vida – Raul Seixas 
Meu pai escutava muito as músicas dele. Aprendi com ele. E, durante minha primeira faculdade, tive a sorte de ficar em um lugar onde pessoal curtia também (USP – CAASO); o que fazia do “Toca Raul” algo sincero nos palquinhos.
Meu gosto musical não se resume nessas 9 bandas… Amo música! Quem sabe eu compartilho mais em uma próxima bloguagem coletiva?! Alias, adorei fazer esse post e estou muito feliz por participar do grupo RotaRootz!

E você, tem alguma música especial que marcou sua vida?

Ps.: Se você gosta de música, também vai gostar desses CD Case para imprimir e fazer para você ou algum amigo especial. 

O Poder da Empatia

Lindo curta de animação de Dr. Brene Brown. Ele mostra a difereça entre empatia e simpatia. A empatia é uma escolha, “and it’s a vulnerable choice because in order to connect with you, I have to connect with something in myself that knows that feeling”. 


Dicas de como se refrescar no calor sem ar-condicionado

Algumas dicas para se refrescar, principalmente se você, assim como eu, não tem ar condicionado em casa.




1. Consiga um ventilador para seu quarto. 
Um ventilador de baixa intensidade faz maravilhas ao criar uma leve brisa no quarto. Se você não que gosta do ar sopre diretamente em seu rosto enquanto dorme, deixe o ventilador próximo à janela para uma melhor circulação de ar fresco.

2. Adicione mais água em sua vida, o alívio é quase imediato, devendo durar por uma hora ou mais. Beba água frequentemente. Se hidratado, o corpo é mais capaz de se refrescar. Tente beber um copo de água por hora. Adicionar folhas de menta ou laranja, e fatias de limão ou pepino na água a torna mais refrescante. Proteja sua nuca do sol (use um boné virado para trás, ou levante o colarinho) ou coloque um lenço molhado logo atrás do pescoço. O sensor que controla a temperatura corporal está nessa região. Com este passo, é possível fazer seu corpo “pensar” que está frio!


3. Vista-se apropriadamente. Fique nu. Fique seminu. Coloque uma roupa de banho, ou vista apenas roupas íntimas. Se tiver que sair, vista roupas de verão. Use tecidos naturais mais folgados (algodão, seda, linho) e evite o poliéster, o raiom, e outros tecidos de fibra artificial (com a possível exceção de tecidos inteligentes). Use cores claras. Cores mais escuras absorvem o calor do sol, permanecendo quentes por mais tempo do que roupas claras ou brancas. Cores claras sempre refletem a luz e o calor. E principalmente, cubra-se: para manter-se refrescado, especialmente em dias de muito calor e baixa umidade. Nas elevadíssimas temperaturas desérticas do Oriente Médio, povos tradicionais cobrem-se das cabeças aos pés. De tal modo, a pessoa pode se proteger dos raios solares e conseguir um bronzeado. Prefira roupas folgadas e confeccionadas com tecidos naturais.

4. Mude sua dieta. Os alimentos e bebidas consumidas também ajudam a refrescar. Encha o freezer com lanchinhos gelados e saborosos. Congele uma sacola com pedaços de frutas da estação. Prefira melancias, abacaxis ou limões. É uma experiência deliciosa e refrescante! Lembre-se sempre da menta. Ela dá uma ótima sensação de frescor ao corpo. Tente usar em sua pele produtos derivados de menta. Use loções de hortelã no corpo (evitando o contato com rosto e olhos); tome banho com sabonete de hortelã; use talco de hortelã para os pés. Coma alimentos picantes. Não é à toa que pessoas nas regiões mais quentes do mundo preferem tais tipos de refeição. Os alimentos picantes aumentam a transpiração, que evapora e refresca o corpo. Além disso, há uma liberação de endorfina – algo muito prazeroso e que pode lhe ajudar a esquecer do calor.


5. Desça as escadas e deite no chão. O ar quente sobe (visto sua baixa densidade), estando uma camada acima do ar gelado. Caso esteja em casa, fique abaixo do ar quente. Vá em direção ao seu porão ou fique no primeiro andar. Quanto mais próximo do nível do solo, melhor.


6. Tente resfriar o ar. Pegue um copo e encha-o com gelo. Traga-o para perto da boca e sopre o gelo. O ar soprado no copo resfriará drasticamente, e possuindo apenas uma saída (que está na direção de seu rosto), ele acaba retornando e refrescando sua pele. Para ter um melhor resultado, aponte o ventilador em direção a um conjunto de quatro copos cheios de água gelada e cubos de gelo. O ar frio não terá muitas opções para escapar, a não ser para o ambiente. A cada noite, congele os cubos novamente e abra as janelas.




7. Esfrie a cabeça. Leia livros sobre pessoas que escalaram o Monte Everest ou que visitaram a Noruega. Assista a filmes como “A Marcha dos Pinguins” e “Era do Gelo”. Você não se refrescará fisicamente, mas não é impossível o surgimento de um efeito placebo a partir da visualização mental de ambientes gelados.




8. Descanse de forma inteligente. Sente-se e tente não se abanar – a movimentação só piorará o calor. Descanse até a noite chegar. Sente na sombra. Encontre uma área com sombras e tenha consigo um climatizador de ar que possa se conectar a uma mangueira. Refresque-se com a ajuda do aparelho e da natureza. Evite o horário de pico do sol. Evite sair com os amigos em climas extremamente quentes, e evite a luz do sol entre 10h e 16h, momento em que os raios solares estão mais fortes. Se tais regras forem obedecidas, queimaduras solares não aparecerão.








1. Feche as cortinas. Fechar persianas e cortinas durante o dia irá ajudar a bloquear o calor. Assim que o sol atingir sua casa pela manhã, feche todas as janelas e mantenha todas as portas e janelas exteriores fechadas. Faça isso até o cair da noite, quando o ambiente permite que as janelas sejam abertas novamente. Se possível, vá aos arredores de sua casa e prenda lençóis sobre as paredes EXTERIORES. Estas cortinas exteriores impedirão a entrada do calor, mas ainda permitirão a passagem de ar. Você pode até mesmo construir um “toldo” com a ajuda de vassouras e lençóis.


2. Abra as janelas durante a noite. Abra algumas janelas específicas, que permitam a entrada do ar gelado noturno. Deixe todas as portas interiores abertas (incluindo as de armários e despensas). Portas fechadas significam calor acumulado.


3. Resfrie sua casa com ventiladores. Posicione um ventilador de teto, de parede ou de chão para empurrar o ar quente para fora.

4. Crie um ar condicionado caseiro. Faça um ventilador soprar em direção a uma vasilha de aço repleta de gelo e sal. Também é possível usar duas garrafas de dois litros cheias de água (70%), sal grosso (10%) e ar (20%, para expandir). Congele-as. O sal faz com que a temperatura vá abaixo de zero. Coloque as garrafas em uma vasilha grande. Posicione um ventilador para soprar o ar nelas. Quando o gelo salgado na garrafa derreter, o ar ao redor resfriará. O ventilador levará tal ar a você. As garrafas de água e sal podem ser reaproveitadas.  Veja o passo a passo.

5. Desligue todas as fontes de calor. Não use fogão ou forno para aquecer comida. Coma alimentos gelados ou use um micro-ondas. Lâmpadas incandescentes também criam calor – prefira luzes fluorescentes ou lâmpadas de LED. Desligue luzes e computadores que não estejam sendo usados. Desligue a TV, pois ela gera muito calor. Extensões também devem ser desligadas.


6. Evite vapor. Durante o dia, não tome banhos quentes. Se tiver que cozinhar, faça isso de noite, e aproveite para cozinhar em maior quantidade, deixando uma parte para comer no almoço do outro dia. Assim você não terá que cozinhar para o almoço, e poderá esquentar a comida utilizando o micro-ondas. 

7.Ajuste seu depurador de ar. Certifique-se de que as lâmpadas de depurador de ar de seu fogão a gás estejam instaladas corretamente. O excesso de iluminação produz muito calor.

8. Plante uma árvore. Árvores com folhas podem criar sombras sobre sua casa ou jardim, refrescando consideravelmente as coisas. Árvores decíduas (que perdem as folhas no inverno) irão deixar a luz do sol entrar no inverno e o protegerá da mesma durante o verão. Se não puder plantar uma árvore, construa uma treliça e cultive algumas uvas. As vinhas folhosas agirão como árvores decíduas. Sem contar a vantagem das uvas.


09. Planeja pátios de forma inteligente. Não construa pátios de concreto, pedra ou tijolos e com poucas sombras. Tais materiais refletem o calor do sol contra janelas ou paredes. Rocha, pedra e concreto também retêm calor por mais tempo do que áreas plantadas. Caso viva em um lugar com tal tipo de terreno, plante uma árvore de forma a criar uma sombra que proteja os lados da sua casa que apareça o sol durante os momentos quentes do dia.
10. Manipule o ar gelado. Procure um profissional para planejar um sistema de retorno de ar para sua casa. Ele observará os locais em potencial de ar gelado natural e o utilizará espalhando-o pelo lar. Instale um sistema de ventilação individual com uma entrada de ar frio, um exaustor de ar quente e controles de temperatura e humidade. Isto irá ventilar o ar noturno e refrescar a casa durante o dia.

DICAS:
  • Não se esqueça de que a raça humana viveu por muitos, muitos anos sem o ar-condicionado. Dentro dos limites de sua situação de saúde, seu corpo pode se acostumar ao calor do verão. Apenas consiga lidar com o fato de, talvez, ter de mudar algumas atitudes para “vencer o calor”.
  • Não deixe um ventilador em uma sala fechada e desocupada. Um ventilador não refresca o ar; de fato, ele só piora a situação. O motor do ventilador gera calor, que gera fricção ao entrar em contato com uma corrente de ar. A sensação de frescor acontece no corpo por causa da evaporação de suor, que refresca você e seus arredores. Economize energia e desligue todos os ventiladores em salas fechadas e desocupadas.
  • Se tudo falhar, vá para um shopping, biblioteca, igreja, cinema ou qualquer outra construção que possua um ar-condicionado.
  • O início da manhã e a noite são períodos refrescantes que possibilitam atividades como caminhadas, corridas, pedaladas ou passeios, além do cultivo de flores e de organização de jardim.
  • Deixe carros quentes resfriarem antes de colocá-los em garagens que fiquem no interior da casa.
  • Métodos de resfriamento que dependem da evaporação da água, incluindo o suor, funcionarão melhor durante dias com baixos níveis de umidade.
  • Sinta-se bem ao ajudar o meio-ambiente. Não utilize aparelhos de ar-condicionado!
AVISOS:
  • Bebês, crianças, grávidas e idosos são muito mais suscetíveis ao calor do que outros. Fique atento a tal fato e observe membros de família, companheiros de trabalho e vizinhos. Ao envelhecer, o corpo não consegue regular a temperatura tão bem quanto antes (mesmo que esteja em forma), sendo que sua pele pode se ver impossibilitada de transpirar. Tenha cautela e consulte a possibilidade de relaxar em lugares com ar-condicionado.
  • Nunca deixe crianças ou animais dentro de carros por muito tempo.
  • Uma pessoa com insolação pode parecer gelada e pegajosa ao toque, sintomas que indicam as tentativas do corpo de se resfriar. A vítima da insolação pode não ter consciência do problema. Se a pessoa parecer lenta, confusa ou alegar estar sentindo “frio”, tire-a do sol imediatamente e deixe-a em uma sala com ar-condicionado. Dê bebidas geladas a ela.
  • Jamais beba álcool para resfriar o corpo.
  • Caso tenha os sintomas de desidratação ou insolação, procure por ajuda médica profissional. Um corpo com temperatura acima de 40 °C corre risco de vida, sendo fatal se a temperatura alcançar os 45 °C.
  • Em muitos lugares, temperaturas altas podem gerar tempestades. Esteja preparado para mudanças climáticas.
  • Apesar de ser um problema raro para indivíduos saudáveis, a hidratação excessiva é potencialmente perigosa para pessoas com problemas cardíacos, renais ou com complicações no fígado. Caso tenha qualquer problema grave de saúde, tome cuidado com a quantidade de água ingerida. Seus rins podem não conseguir expelir apropriadamente uma quantidade excessiva.
  • O calor é um desconfortável companheiro da seca. Se há alguma restrição de água em sua área, certifique-se de pensar bem antes de utilizar qualquer uma das sugestões marcadas acima. Muitas delas envolvem o uso de água. 
Fonte: WikiHow


TAG: 10+1 coisas sobre mim

Em todos os grupos que participo, já vi vários blogs respondendo Tags, mas essa é a primeira vez que participo de uma. Achei bem legal essa brincadeira entre blogueiros, pois podemos conhecer melhor nossos “vizinhos”. Eu fui indicada para fazer a tag pela Paula Fernanda do blog Garota Urbana e pela Beatriz Kelly do blog Sweet Memoories. Por isso vou responder as 2 aqui.
♥  Regras da Tag:  
 Escrever 11 coisas sobre você mesma;
 Responder 11 perguntas de quem te indicou a tag;
 Indicar 11 blogs para responder a tag (com menos de 200 seguidores); 
 Escrever 11 perguntas aos indicados. 




1. Gosto de acordar bem cedo
2. Sou formada em Química (USP), Design de Interiores (Panameriaca de Arte e Design) e nesse ano vou fazer Arquitetura
3. Trabalho com Design de Interiores e amo muito o que faço
4. Adoro fazer ilustrações no Illustrator
5. Tenho um filho que vai fazer 2 anos em março e se chama Dante
6. Odeio responder perguntas na primeira hora do meu dia
7. Gosto de molhar meus pés na torneira 
8. Amo gatos, tive vários, mas meu maior amor foi o Pierre (meu melhor amigo durante toda adolescência). Mas atualmente tenho um cachorro, o Negão, que esta me mostrando que ele também pode ser um bom amigo
9. Moro fora de casa desde os 19 anos, quando sai para fazer faculdade
10. Amo ser mãe
11. Amo minha pequena família

♥ Perguntas da Fernanda:
1. O que você sonha para seu futuro?
r. Quero continuar trabalhando na minha área, comprar uma fazenda e morar nela.

2.Quais são suas bandas/cantores preferidos?
r. Chico Buarque, Cartola, Sixpence, Coldplay e Cake. 

3. Qual a sua música preferida?
r. Chega de Saudade – Tom Jobim.

4. O que não pode faltar em sua bolsa?
r. Minha carteira e fraldas reservas.

5. Qual é seu item de maquiagem preferido e que não vive sem?
r. Não sou muito de usar maquiagem… mas quando uso, não deixo de passar lápis nos olhos.

6. O que você valoriza em um blog?
r. Sinceridade e autenticidade. Acho muito elegante quando o blogueiro coloca a fonte ou os créditos do conteúdo publicado.

7. O que você de ler em um Blog?
r. Gosto de aprender coisas, um novo assunto, um tutorial, até com experiências compartilhadas pelo autor costumo absorver e aprender algo.

8. Quais são as 3 coisas que você não gosta?
r. Não gosto de ficar respondendo perguntas logo depois que acordei, não gosto da corrupção e não gosto do fato de não ter alguém para votar de coração durante as eleições…

9. E as 3 coisas que você mais ama?
r. Amo minha família. Amo nuvens (adoro ficar olhando para elas). Amo aprender coisas novas.
10. Quais são suas principais qualidade?
r. Ixi… Acho que empatia, otimismo e ser mãe (conta como qualidade?!)
11. Principais defeitos?
r. Não suporto perguntas idiotas e pessoas esnobes (eu deveria ser mais paciente)… sou tímida e desastrada. 

♥ Perguntas da Beatriz:
1 – De onde surgiu a ideia de criar o blog? 
r. Na verdade, desde que tinha 13 anos eu tenho blog, mas o que eu mais gostava de fazer nos outros blogs era trocar o layout e ficar arrumando o template. Por falta de não ter muito o que compartilhar, acabei desistindo de todos eles. Foi depois que tive meu filho que realmente tive algo pra compartilhar. O blog, originalmente, foi feito para compartilhar alguns projetos que eu faço para meu filho e para casa… mas acabo compartilhando alguns tutoriais também, principalmente de como alterar e melhorar o blog (não são muitas coisas, mas tudo que aprendo para fazer no meu blog, acabo compartilhando para os outros blogueiros conseguirem fazer também).

2 – Você gosta de ler? qual gênero?
r. Sim. Amo ler. Geralmente gosto de ler romances ou comédias romanticas, mas meu último livro é terror/suspense e estou adorando.
 
3 – Mora sozinha? ou com seus pais?
r. Desde os 19 anos eu moro sozinha. Sai de São Paulo (a casa dos meus pais) para ir morar em São Carlos (onde fui fazer faculdade – Química na USP). E depois que terminei o curso, mudei para São Paulo, mas eu e meu namorado decidimos morar juntos, e desde então estamos assim.

4 – Assiste séries? quais?
r. Adoro séries. Friends é meu novo chaves rs, mas das séries que estão passando na tv, gosto de Grimm, Modern Family, Once upon a time e Adventure Time 😉

5 – Quais blogs você mais frequenta?
r. Não tenho muito tempo pra ficar passeando entre os blogs por causa do meu filho, e quando tenho algum tempinho eu tento preparar algum post… Geralmente visito os blogs que deixam os links nos comentários daqui. E quando tenho tempo, gosto de visitar o Super Dupper (um blog sobre maternidade) 

6 – Quais são as blogueiras que mais se inspiram? 
r. Na verdade, todas me inspiram, principalmente as que conseguem colocar sua identidade no blog. Mas por gostar desse negócio de originalidade, tento me inspirar em mim mesmo (uma forma de me encontrar, entende?)

7 – Quantos blogs você tem?
r. Atualmente tenho 2 blogs, o Cores do Dia e o This or That, que é um projeto 365 de escolhas que faço durante meu dia. 

8 – Você tem quantos anos?
r. 27

9 – você toca algum instrumento?
r. Não, mas meu marido toca: piano.

10 – gosta de que gênero de filme?
r. Todos os bons… não importa o gênero.

11 – já pensou em desistir do seu blog? 
r. Não!!! Amo ele, é meu cantinho 😉


1. Sobre qual assunto você fala no seu blog?
2. Que assuntos você busca em outros blogs?

3. Gosta de ler? Qual é o Título do último livro que leu?

4. Você faz ou pensa em fazer faculdade? Que curso?

5. O que você não gosta de ver em outros blogs?

6. Quantos anos você tem?

7. Qual seu hobby?

8. Verão ou Inverno?

9. 1 música:

10. Quando você era criança, o que você queria ser quando crescer? E o que você quer ser agora?

11. Onde você busca inspiração para escrever no seu blog? 


Blogs indicados para a TAG:

E assim foi Janeiro

Janeiro: o mês das férias, do ano novo, das viagens, de matar a saudade… Ele é perfeito para ser o primeiro mês do ano. 
Aí esta o resumo de janeiro para mim. Eu fiz esse calendário com o App Collect, e já falei desse aplicativo no blog.  Mas depois de pegar a versão full, que vale a pena, peguei também o App LetterGlow. O LetterGlow é um aplicativo simples e pode ser usado com qualquer imagem (não precisa ser o calendário que eu fiz), com ele você pode escrever textos em cima das imagens. Apesar de não parecer, eu usei esse aplicativo para escrever o mês desse calendário. Usei de forma simples, pois não queria desviar a atenção do calendário com algo chamativo.